Arquivo da tag: Passarim Comunicação

MARCELO CALDI E A ORQUESTRA SANFÔNICA DO RIO DE JANEIRO

Em quatro anos de existência, a Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro conquistou o coração dos cariocas, em dezenas de apresentações – em teatros e praças -, demonstrando o poder de encantamento das sanfonas e das tradições populares. Para comemorar, um álbum novo – homônico “Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro” -, shows e muito alto astral. Sob a regência do seu maestro e criador, o multi-instrumentista Marcelo Caldi. Muito orgulho da nossa “Sanfônica”.

Assessoria do lançamento para o lançamento do CD (e show no Rio de Janeiro) – com Ana Paula Romeiro.
Ouça o CD: https://tinyurl.com/v73canx
Clipping Assessoria de imprensa: https://drive.google.com/open?id=1tLynZ-hnhtnyNmqKHm5NOf5XX6YPw0en
Foto: Cyntia C Santos

O PRÍNCIPE POEIRA E A FLOR DA COR DO CORAÇão

Hoje foi a última sessão do espetáculo O Príncipe Poeira e a flor da cor do coração, que fiz a divulgação durante a temporada no Oi Futuro, no Rio de Janeiro. Espetáculo infantojuvenil que aborda temas delicados, como a diversidade, a morte, o amor, a intolerância. Texto e direção de Saulo Sisnando, que conseguiu tocar as pessoas com sua delecadeza na fala, na cena, no tempo de cada situação explorada pelo competente elenco formado por Amanda Melo, Daniel Dias da Silva, Fabrício Polido e Nedira Campos. Idealizado pelo ator e cantor Marcelo Nogueira, a montagem contou com a produção da querida Cacau Gondomar. Um lindo e comovente espetáculo que pode ajudar o mundo a entender que podemos ser diferentes e, ainda assim, sermos gentis uns com os outros.
Foto de cena: Luciana Mesquita

Clipping matérias publicadas: https://drive.google.com/open?id=1JLhL_7wVJM2jVLkUtuKeZTI7MiRW2gKf


Robert Cray é PREMIADO homem show

Quando trabalho com artistas que admiro o prazer de sentar e assistir ao show é imenso. Foi assim com a apresentação do guitarrista americano Robert Cray, que no dia 2 de agosto subiu ao palco do Vivo Rio com o seu quarteto para única apresentação. Um showzaço, bradavam os seus fãs após um pouco mais de uma hora e quarenta minutos de show, incluindo o bis. Aos 66 anos, comemorados no Brasil, ele não pensa em parar de tocar tão cedo e nós agradecemos. O trabalho teve ótimo retorno de mídia e tivemos um Vivo Rio lotado. Foi um show memorável. Dos bastidores, saber que comemoramos aniversário no mesmo dia, 1 de agosto, foi também um bom presente para mim. Parabéns, Mr. Cray.

Foto de parte da página do Segundo Carderno, do O Globo, com enytrevista concedida ao Sergio Luz e artigo escrito por Silvio Essinger.
Segue link: https://oglobo.globo.com/cultura/musica/nao-me-vejo-como-os-herois-da-guitarra-de-antigamente-diz-robert-cray-23833161