Arquivo da tag: Assessoria de imprensa

É João Donato

Show do João Donato, do álbum Quem É Quem – 45 anos depois do seu lançamento – no sábado, 4 de agosto, na Sala Baden Powell. Primeiro show da Série “Discos Históricos da MPB”, idealizada e produzida por Arnaldo DeSouteiro.
É João Donato, é show do João Donato, é trabalhar mais uma vez com João Donato. E não preciso explicar. Assessoria com Ana Paula Romeiro.

Clipping: https://drive.google.com/open?id=1Ztq8m_OVErBMwPY8mEjxvv-z3dR0ZQO4

 

 

Viagem ao universo de Rosario

Quando fui convidada para fazer a assessoria de Rosario, de Márcio Cunha, imediatamente fiquei animada com a proposta artística do coreógrafo e pesquisador para o espetáculo de dança que investiga a vida e a obra de Arthur Bispo do Rosário. A montagem fecha a trilogia criada e protagonizada pelo bailarino, onde une artes plásticas e dança – os outros foram Frida-me e Céu de Basquiat. Em curtíssima temporada no Mezanino do Sesc Copacabana (RJ), na última quinta-feira fui impactada com a estreia do espetáculo, que contou com a presença de Arlindo, ex interno da Colônia Juliano Moreira que assina o “Barco” da instalação cenográfica. Arlindo foi convidado e, inesperadamente, participou ativamente da cena e nos levou ao melhor lugar que o teatro pode nos levar. Assim, entre o sagrado e o profano, sai da apresentação com a certeza de que Rosario foi para mim um espetáculo inesquecível. Até domingo ainda da tempo de conferir as últimas apresentações da montagem. A imagem deste post é a crítica que tivemos no O Globo, assinada pela Adriana Pavlova. Foi intenso, Márcio Cunha. Obrigada.

Clipping: https://drive.google.com/open?id=1wpNVBBZEBK7-RwtxHTziLUOHucwiKwBj

 

Silvio Tendler coloca “Dedo na Ferida” do captalismo |nos cinemas 31 de maio

Um documentário incomodamente atual sobre o captalismo, as sucessivas crises que paises vivem a partir de falta de políca que prevaleça a população e não apenas os donos do dinheiro. “Dedo na Ferida”,  do nosso insubstituivel cineasta Silvio Tendler,  o professor que discute, bebate e coloca na tela, o cineasta que considero a maior voz documental política do Brasil. Os jornais da cidade do Rio – JB (sábado, 26/5) e O Globo (Hoje, 29/5) – apoiaram a “grita” e lá vamos nós abrir o circuito nos cinemas do Rio de Janeiro (6af, 31/5), Fortaleza (5 de junho), Brasília (7/6), São Paulo e Porto Alegre (21/6).
Como sempre em casos do “Seu Silvio”, convidei Susana Ribeiro para fazer a parceria comigo. E vamos gritar juntos por um país melhor e mais justo para todos. Espero vocês nos cinemas!!!

Clipping: https://drive.google.com/open?id=1Txrs6k-S-NKEQFdnYSbckDRrp6sueycW
Trailer do filme: https://youtu.be/FGj4d-FrxL0

Foto montagem capas @PatriciaFernandes

Música, trabalho e paciência | Bourbon Festival Paraty 10 anos

“Ainda não sabemos como vamos voltar, se teremos combustível, mas estamos adorando estar aqui mesmo assim”, ouvi a moça falar para a amiga no gramado repleto do Palco Santa Rita – com famílias com suas crianças, jovens, casais e amigos de todas as idades, cachorros. É a programação que acontece durante a tarde, no palco que fica à frente da Igreja de Santa Rita, na décima edição do Bourbon Festival Paraty, que acontece no meio desse caos no Brasil. Nem tudo foi só alegrias e a tensão invadiu com a possibilidade de não ter equipamentos de som para a montagem, mas tudo foi se resolvendo, a turma ficou de vigília, a estrutura de camarim ficou meio de improviso, mas em cada ruela, em cada muro que se transforma em fundo de palco aconchegante, lá está ela: a música.
Enquanto o Brasil está lutando por dias melhores, nós estamos aqui fazendo cultura pelo país, em Paraty, assim como em outros festivais que estão acontecendo neste momento, como em Curitiba, como o BB Seguros de Blues e Jazz.
Parece que estamos numa bolha, mas não, apenas estamos fazendo a nossa parte para que algo bom não seja diminuído diante da urgência da causa dos caminhoneiros, da causa de dias melhores para todos nós. Estamos fazendo festivas e música por todos eles e por todos nós também, já que a cultura é a identidade de um povo e não pode ser calada.
Hoje, mesmo com as atenções nos noticiários, tivemos uma tarde de celebração e paz e já já o Palco Matriz (montado na praça da Igreja da Matriz) recebe o show do nosso querido Cesar Camargo Mariano com a jovem Madison McFerrin. A noite fecha com a belezura da revelação Blackalbino, que nos brinda com Tony Tornado, o aniversariante da noite, que comemora no palco os seus bem vividos 88 anos.
Como tudo neste país, da muito trabalho, tem que ter muita paciência, mas quando olhamos em volta é um prazer ter a coragem de não desistir e ver que a música está por toda parte, por dentro de todos nós.

Foto Pedro Guida
Rio de Janeiro, 26 de maio de 2018.

III Jantar Sim à Igualdade Racial

Que tenhamos sempre muitos veiculos interessados na luta pela igualdade no Brasil. O III Jantar Beneficente Sim à Igualdade Racial, realizado no Copacabana Palace, RJ, no último dia 17 de maio, foi um sucesso. A foto traduz um pouco do nosso trabalho neste lindo projeto. Nós também dizemos sim à igualdade racial.
Assessoria de imprensa do ID_BR com Ana Paula Romeiro.

Clipping III Jantar Sim à Igualdade Racial: https://drive.google.com/open?id=1vdEoTyD6Tv_JBu7AUha-T7FxUheOIY6C

http://simaigualdaderacial.com.br/idbr/
Foto, Silvana Cardoso

Detonautas Roque Clube e Lucas Lucco em parceria inédita

E lá vamos nós, eu e Ana Paula Romeiro, fazer mais este sucesso do Detonautas Roque Clube: Por Onde Você Anda? A canção do álbum VI chega agora em gravação com a participação especial do cantor e compositor Lucas Lucco. E você sabia que Lucas Lucco cantava músicas do Detonautas quando cantava na noite?  Pois é, vai lá conferir, Já em todas as plataformas digitais.
https://onerpm.lnk.to/DetonautasRoqueClube

 

Maio de 68 – 50 Anos Depois | Assessoria de Imprensa

E quanta história temos para contar, quantas lágrimas e muitas canções inesquecíveis, para falar de Maio de 68  – 50 Anos Depois, título da grande homenagem que o Consulado da França realiza neste mês de maio, para relembrar o ano que foi um marco na história do Brasil e da França – com concerto, mesa de debates, exposição e mostra de filmes.
Com roteiro da querida Luciana Medeiros, no dia 4 de maio, 6af, na Sala Cecilia Meireles, às 20 horas, acontece o concerto Maio de 68 – 50 Anos Depois, 
A noite conta com a Orquestra Sinfônica Cesgranrio, Soraya Ravenle e as participações especialíssimas das cantoras Cynara e Cyva (do Quarteto em Cy), como intérpretes de Saiá, música de Chico Buarque e Tom Jobim, que ganhou o Festival da Canção daquele ano (defendida pelas irmãs  Cynara e Cybele). No roteiro, Soraya Ravenle interpreta algumas das canções mais importantes da música popular brasileira, como: Andança, de Paulinho Tapajós, Edmundo Souto e Danilo Caymmi, na época, defendida por Beth Carvalho e os Golden Boys;Para não dizer que não falei de flores”, mais conhecida como “Caminhando”, de Geraldo Vandré; “Alegria, alegria”, de Caetano Veloso; “Saveiros”, de Dorival Caymmi e Nelson Motta;  “Domingo no Parque”, de Gilberto Gil.
Tudo sob a regência e a direção musical do maestro Eder Paolozzi.
Tenho certeza que será uma noite inesquecível.

Clipping assessoria de imprensa do projeto:
https://drive.google.com/open?id=1o2fl761Y0K3baKrHY8Vq5bJAWVUewRml