Devaneios

Me empresta o teu sonho? Estou desavisada de mim…
Ao acordar, me recordo apenas dos fragmentos e isso me atormenta por todo o dia. Quero lembrar do sonho sonhado quando desperto para o dia.
Mas, não.
Me empresta um pouco dos seus devaneios, pois estou cansada dos meus.
Quase deito sem prestar atenção no sono, ele demora, vem com indefinidas rasuras, dobraduras extensas e sem sentido, quase um origami.
Me empresta o que sobrou daquela noite sonhada, insone ou qualquer outra que se lembre e possa me emprestar…
Devolvo quando tomar posse dos meus.

Búzios, RJ
Foto: Silvana Cardoso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s